Como amar

20/09/2015

Uma vez me disseram que o amor é o sentimento mais bonito que existe nesse mundão. Desde então eu venho tentando encontrá-lo. Em cada esquina, cada rua que eu ando, o procuro.  Até agora, nada! Outros já me disseram:  “Deixa de ser tola, menina! O amor é algo tão fútil, coisa da sua cabeça”.  Como pode? Uns acham lindo, uns acham besteira, ou até cruel.
Um simples abraço, um olhar sincero de felicidade, já me é suficiente pra poder acreditar que as pessoas ainda conseguem se amar e conseguem ser felizes compartilhando a vida com outrem.  Infelizmente,  não consigo deixar de notar o quanto se é difícil encontrar pessoas que estejam dispostas a ter momentos verdadeiros e historias bonitas compartilhadas.
“Mas eu tenho medo de me entregar a alguém, não sei se é amor mesmo!”
Renato Russo já deixou claro, “Se o amor é verdadeiro, não existe sofrimento”, Será mesmo?
O amor não é ruim, é apenas pouco compreendido, difícil de lidar, mas é simples. Simples?! Sim meus caros, o amor é simples, as pessoas que o tornam complicado.
Se você gosta de alguém e esse alguém gosta de você, pra que fazer tempestade em copo d’água? Se entregue logo, menina! A vida é muito curta pra não dizermos que uma pessoa é especial pra gente, que sem ela tudo fica mais triste, não é mesmo?!
Tudo passa tão depressa pra vivermos de joguinhos. Quem foi o estúpido que inventou que é preciso esperar cinco minutos pra responder aquela mensagem? Quem te disse que ele precisa se entregar primeiro, ou gostar mais de você do que você dele?
Se sua vontade é ir correndo abraçá-lo, então vá! Viva! Liberte-se! ame!
O mundo já está caótico demais pra se negar felicidade. Eu vou continuar procurando, em cada sorriso sincero, o amor. 

Inspiração: cabelos loiros

11/09/2015
Gente, tô louca! Quero mudar meu cabelo, e quero pra ontem! Tô igual uma pirada procurando inspirações todos os dias, e não sei o que eu quero fazer no meu cabelo, SOS! Uma coisa pelo menos eu já decidi, quero clarear. Não sei se quero pintar todo o cabelo, fazer um ombré, umas luzes, ainda não decidi. Tava pensando naquele tom loiro meio "queimado de praia". Meu cabelo é castanho e tá passando por uma transição agora (tô deixando ele crescer pra ficar apenas na cor natural), provavelmente eu só vá fazer essa mudança no ano que vem :( 
Como faço progressiva sei que vai ser uma mudança drástica, então já tô preparando meu cabelo pra receber essas químicas todas. Se vocês quiserem depois faço um post falando sobre os tratamentos e produtos que uso, também tenho ótimas dicas pra quem, assim como eu, tá deixando o cabelo crescer.
Até eu tomar essa decisão, vou mostrar pra vocês os cabelos dyvos e baphônicos em que eu tô me baseando pra mudar o meu, vamos lá?








Como vocês puderam ver, eu ainda não sei se quero algo mais discreto ou um loiro mesmo ~sou a pessoa mais indecisa do mundo, mesmo~.
Me contem aí nos comentários sobre as mudanças dos seus cabelos! Quem já foi loira? Quem quer ser? Quem tá desesperada pra mudar de visual também? 

Mais um adeus

05/09/2015

Fazia um tempão que não nos víamos na escola. Você meio que deu uma sumida, tinha o curso, ficou várias vezes doente. Achava estranho àquelas noites sem sua presença.
Seu sorriso fazia falta naquelas salas de aula, o som da sua voz fazendo milhões de perguntas aos professores, os livros que compartilhávamos. Lembra que foi por você que viciei em Rick Riordan? Enfim, você fazia falta.
 Faz um ano que não nos vemos, definitivamente.
Lembro-me bem da ultima vez em que vi seu rosto, uma despedida. Confesso, foi um dos momentos mais difíceis da minha vida, até então.
Foi a primeira vez que me despedi de alguém, me lembro da dor, do aperto no coração. As inimizades foram deixadas de lado. Naquele dia, todos nos abraçamos, todos partilhavam do mesmo sentimento, a tristeza.
Não foi bem como a gente espera. Nos filmes, quando algo ruim acontece, chove, como se o céu refletisse os sentimentos das personagens. Porém, aquele foi um lindo dia de sol, o céu sem uma nuvem sequer. O chão e nossas roupas molhadas de lágrimas.
Não dá pra entender o jeito que a vida faz as coisas. Só tínhamos dezessete anos. Será que os dezessete anos em que esteve aqui lhe foram suficientes? Foram suficientes para deixar um pedacinho de você em cada um de nós, cada um que sente sua falta.
Ao menos sei que tenho mais uma estrela olhando por mim de lá de cima. Obrigada por tudo.

Em memória de Vitória Souza, 05/09/2014. 

Imgem:http://bwaworga.deviantart.com/art/Summer-Grass-558303838

Por que eu escrevo?

20/07/2015

Eu volto quando tenho vontade de dizer algo.
Escrevo por que é o que me motiva, me fortalece.
Escrevo para conseguir mostrar com as letras o que não consigo com as palavras ditas.
Escrevo por que tenho esperança de poder mudar a vida de alguém com meus textos.
Escrevo por vontade, pela igualdade, pela simplicidade.
Escrevo por que as palavras, as teclas, o papel, a caneta são minhas janelas e portas.
Escrevo pelo simples fato de conseguir.
Escrevo por que sei que é isso que me faz feliz.
Escrevo por que assim que o fiz, pude ver em cada letra, sentimento.






 
Todos os direitos reservados © - Tecnologia do Blogger Layout e desenvolvimento por Carla Vieira